1 de dez de 2009

Três lições em um fim de semana!


Gente, nesse fds (29-08) aconteceu de tudo. E como a vida nos dá a chance de aprender, resolvi em meio à bagunça aprender um pouco.

Primeira lição: Não se deve confiar na opinião de uma mulher alcoolizada depois das 2hs da manhã.

O álcool costuma mostrar um lado das pessoas fantasioso demais, um lado mágico, onde vez por outra transformam sapos em príncipes (aí está o problema, rs...).
Bem, como toda jovem normal adoro sair, conhecer gente nova e se der pra dançar, eu danço e se puder beber eu bebo. Mas em um sábado desses sai pra dançar com alguns amigos e depois de algumas tequilas (nunca mais eu bebo), de dançar e sendo mais de 2hs da manhã, conheci um cidadão. Gente ele era “O cara” (tow falando sério! “Cês nuam tem noção”), falava baixo, tinha mais de 30 anos, era alto, branco, tinha um bom emprego e era solteiro (tudo que toda mulher queria). Daí pensei, por que não apresentá-lo a uma amiga (??), ela era show e merecia alguém assim, e também ele não fazia muito meu tipo (calado demais!). Ok! Pego o número, mando o da minha amiga (depois dessa tive a prova q ela é realmente amiga viu? Se suportou isso suporta tudo. Rs...), eles se falaram, trocaram uns torpedos, então marcamos um encontro para se conhecerem formalmente (hora de conhecer o homem perfeito né?). O cidadão chega ao barzinho que combinamos, quando eu olhei, quase tinha uma crise de riso. Ele vestido com uma blusa social cinza, cinto preto, calça branca (nem sabia q ainda usavam) e sapato marrom (juro que pensei que ele tinha se vestido no escuro!). Mas nem tudo estava perdido, ele podia ser legal né? Tipo, aquele lance da compensação, bonito, mas burro, ou feio, mas, gente boa, ou estranho, mas mão aberta, cavalheiro!
Ele não! Além de estranho era antipático, dirigia mal, não sabia o significado da palavra gentileza. Comeu, reclamou e NÃO pagou! Resumindo ele não agradou em nenhuma área. E eu já estava me sentindo com o pé na cova, minha amiga tava quase me matando, louca para comer meu fígado. (rsrs...)
Ah! Esqueci de falar, eu tenho quase certeza que ele tinha algum retardo mental algumas expressões não eram comuns (Rs...)! Quis bater nele com meu telefone, mas minha amiga não deixou daí fiquei na vontade!
Ah! Sem contar que assim que chegamos ao barzinho minha amiga foi assaltada, era uma vez cartões de crédito, celular, documentos e mais uma infinidade de coisas que só quem é mulher sabe! Tudo isso por causa desse Lord!
Moral da história, antes de permitir que sua amiga te dê uma mãozinha, procure saber se ela havia ingerido álcool, acreditem ou não, isso faz toda a diferença! Ah! Também peçam fotos! (Kkkkkkkkkkkkk nem sempre elas mentem!)


PS: Homens, pelo amor de Deus, o máximo que se exige de uma mulher é que ela rache com vocês a conta, mas se tratando do primeiro encontro, é importante que vocês paguem! Ok? E se tratando de uma mulher que foi assaltada enquanto esperava por você é essencial e indispensável que você pague! (Deus em que mundo ele vive??)


Segunda lição: Às vezes temos que apanhar pela milésima vez para aprender!

Por mais que conheçamos uma pessoa, por mais que tenhamos criado todos os tipos de expectativas negativas possíveis e imagináveis quanto a ela, ainda assim consegue encontrar uma forma de nos decepcionar.
Relacionamento requer respeito, se você não tem respeito por si, respeite ao menos o outro, mas se não tem respeito pelo outro, que respeite ao menos o sentimento que o outro nutre por você, vez por outra serve para refrear atitudes impensadas e impedir de que o outro venha a se sentir tão mal.
Sentimento, relacionamento e liberdade são coisas que deveriam andar juntas.
Com a milésima queda aprendemos que, em certos casos você tem que domesticar o coração e tentar dar a ele o que ele merece, cortar algumas pessoas e alguns sentimentos por mais que machuque, por mais que incomode é preciso por que caso contrário, você vai achar que só merece aquilo, você talvez por um segundo pense que a culpada seja você, e não é! Existem coisas que apenas não dão certo, há pessoas que realmente não olham para você com a transparência e lealdade que te prometeram.
Mas o mundo não acaba aí né? Nem mesmo o sentimento acaba (embora você deseje sinceramente que ele suma). Mas aprendi que o tempo leva tudo, o que você quer e o que você não quer! Às vezes só temos que dar continuidade a pessoa que éramos antes de sermos afetados por esse sentimento, ou por essas pessoas, o problema é que talvez faça tanto tempo que nem lembremos mais, de como erámos.
O tempo chegará na hora certa e levará esse sentimentos e essas pessoas para um lugar onde não nos afetarão, até lá é só procurar alguém com quem você possa contar se curar sozinho não é inteligente e tão pouco fácil.
O importante é que passa! Um dia passa!

Terceira lição: Quando temos amigos nunca estamos sós!

Apesar de tudo que aconteceu esse fim de semana, do assalto, do trauma com o “homem-sapo”, das decepções! Nada foi tão ruim por que não estávamos sós. Por que sabíamos que existiam pessoas que estariam ali. Que nos acompanhariam até a delegacia, que fariam de tudo para impedir determinados aborrecimentos (embora não tivesse como fazê-lo), que ririam do encontro-desastre na manhã seguinte (quando as coisas se acalmassem), que ouviria 2hs de lamentação no telefone (por algo que ela mesma já havia prevenido).
Por mais ricos que sejamos, por mais lugares que conheçamos se não temos com quem dividir nada é muito importante, nada faz muito sentido. Quem riria do mico que você pagou? Quem se sentiria solitário com você? Quem ouviria a estória da sua vida pela milésima vez como se fosse à primeira?
Pois bem, já que o tempo de sentir algo verdadeiro por alguém que ainda não tenha esquecido de corresponder, de sentir de volta ainda não chegou. Esse lugar está ocupado por pessoas que me apontam o caminho quando não enxergo. Por pessoas que embora, não se dêem muito bem com palavras, agem de uma forma que te dar segurança e força pra chegar ao seu destino final.
Deus com alguns foi generoso com a beleza física, a outros abençoou com riqueza material, quanto a mim, Ele me deu amigos! E sou muito grata por eles!

2 comentários:

  1. Bebidas quentes são mais exóticas, inebriam a mente e nos fazem oscilar, além de, nos levar a relaizar fantasias calculadas sultimente, quando sóbria, CUIDADO! rs A Tequila é um aguardente de origem mexicana, Tequila realmente é uma delícia, porém tem que aprecia-lá, senti-lá, untar o sal na borda do seu copo e só assim degusta-lá, ingerindo o suco de limão em seguida, pois além do seu teor alcóolico, é uma bebida quente afrodizíaco! mas vale a pena! Rs, amei essas três lições, vc é fantástica, Bjos e não pare!
    Tequila-Ouro/Têca.

    ResponderExcluir