20 de set de 2016

18-09-2016

Às vezes quando estamos muito machucados, não queremos ferir ninguém, não queremos nada, exceto a cura. Que a dor passe depressa para que possamos seguir. É difícil quando esperamos mais de alguém. Mas ao mesmo tempo precisamos entender que as pessoas são só pessoas, e que em alguns casos nem elas mesmas sabem o dano que estão causando.
É por isso que se curar, aprender e seguir o fluxo da vida é o melhor. Por melhores que sejam as pessoas, elas sempre irão nos decepcionar, cedo ou tarde. Mas o que acontece quando nos desarmamos e esperamos o inverso, esperamos que elas nos surpreendam, mas não acontece?
São apenas pessoas, pessoas que acertam e que erram como qualquer uma, mas confesso que é péssimo quando esperamos mais de alguém.

Karlinha Ferreira

11 de set de 2016

09-09-2016

(foto: Karlinha Ferreira)
Quando não se sabe para onde ir o melhor é recuar, voltar ao ponto em que se iniciou para que a clareza seja atingida.
Não é fraqueza admitir que não se sabe o que fazer, principalmente quando a decisão que tomamos irá refletir no resto de nossas vidas.
Sempre Falo que precisamos aprender a lidar com o resíduo de nossas escolhas. Por isso é preciso saber exatamente que direção tomar, certa vez li que quando se sabe onde se quer chegar qualquer caminho nos leva até lá. Caminho. Direção. Acredito que é isso que precisamos descobrir.
Quando dou um passo para trás é apenas para pegar impulso para um salto, um voo ainda maior.
Serei o que quero ser, encontrarei a melhor versão de mim e me agarrarei a ela com toda força do meu ser. Quanto aos resultados... esses serão apenas resposta para todo esse turbilhão que quer me sucumbir nesse momento, mas mostrará a firmeza e a força de quem soube recuar e esperar o momento certo para concretização dos sonhos. Não será agora, mas continuo acreditando que sonhos se realizam todos os dias. O meu se concretizará no momento estipulado pela energia que rege o universo. Se não hoje, com certeza amanhã ou depois.
Essa desesperança que às vezes abate se tornará um combustível para o sonho que almejo todos os dias incessantemente.
Persisto, mesmo que tudo em mim grite por desistência. Persisto!

                                                                                                                                     Karlinha Ferreira


6 de set de 2016

06-09-2016

(Foto: Karlinha Ferreira)

Descubra o que você quer ser e lute por isso. Não importa quanto tempo dure ou as renúncias que você terá que fazer o mais importante é não nos perder. É claro que isso acontecerá vez por outra, mas se soubermos quem somos sempre conseguiremos encontrar o caminho de volta.
Sou uma otimista implacável, gosto de pensar que sempre podemos ser melhores, que aqueles sonhos que muitos dizem ser impossível é atingível sim, desde que não desistamos.
A grandeza que procuramos lá fora, está dentro de nós e temos a força e a aptidão para chegarmos onde queremos, basta decidir buscar, buscar incansavelmente, não importa nada que está fora, não importa o que dizem a conquista é sua.
Desistir não foi feito para os grandes, e por menores que nos sintamos, somos gigantes, esse mundo louco tem um modo desumano de nos destruir, ele é traiçoeiro, se agarra aos nossos pontos mais frágeis. Por isso devemos insistir e mostrar que nada ou ninguém pode ditar como devemos seguir.
Somos loucos, mas só os loucos sabem viver. Sabem que vale a pena viver, mesmo que tudo esteja contrário, só precisamos continuar acreditando. Uma hora a loucura vira uma doce e invejável realidade.
Sempre em frente, sempre pra cima, sempre buscando e se agigantando... Sempre voando alto.

Karlinha Ferreira