21 de mai de 2014

Noite com chuva


A chuva veio me visitar... Adoro o som da chuva, sua beleza e suavidade, ás vezes parece que ela vem como testemunha dos meus pensamentos, isso me deixa leve, bem.
O tempo está voando, não espera por ninguém, eu que fiz tantos planos, ando deixando tudo a cargo da vida, tenho metas apenas para um dia, não consigo viver mais que isso no tempo que é a mim cedido, imposto. As horas correm, apenas ando no meu compasso, faço minhas atividades, e quando tudo está pesado demais, me recolho em mim. Crio meu universo particular, onde o tempo é o que menos importa, importa apenas encontrar meus diversos pedaços, e ser quem eu quiser ser no meu mundo paralelo.
Incenso de sândalo, boa música, muitos afazeres, mas no peito um coração tranquilo, apesar da mente trair, querer abarcar o mundo, as pessoas e satisfazer todos os prazeres. Um dia por vez, mil pensamentos por segundo, o ziguezaguear das minhas vontades chega a causar vertigem, mas se quiser saber se eu trocaria esse turbilhão pela normalidade, à resposta seria, nunca, nem em mil vidas. Me atropelo, me perco, me acho, mas acredito que o mistério da vida está aí, em vivê-la com a intensidade que ela exige.
Noite com chuva, pensamentos aleatórios, visitando lugares e seres em toda parte.

Karlinha Ferreira