2 de abr de 2017

02-04-2017


Às vezes alguns fantasmas querem me assombrar, mas sinceramente, não posso passar a vida remoendo e me maltratando pela pessoa que fui no passado, esta já nem existe, só alguns resquícios que estou eliminando junto com a dor.
Estou bem mais preocupada com o ser humano que me tornei, que a bem da verdade estou me tornando, sempre modificando, sempre procurando evoluir, e é nessa pessoa que tenho que me concentrar.
Sei que se perdoar é mais difícil do que ser perdoado por alguém, sei que a cobrança, que a raiva por ter sido estúpida, cruel, covarde e egoísta em muitos momentos sufoca, quando temos a visão do todo, que por sinal demora pra caralho pra chegar.
Esses dias tenho tido pensamentos, e uma energia boa me alcançou e é como se essa energia disse “calma, para, já deu”. Sei que ninguém é perfeito, mas o caminho para ser melhor, que ontem, que anos atrás. Precisa ser iniciado hoje. Não é que eu já tenha me perdoado por completo, tudo é um processo, posso dizer que o meu começou. Se quero ser “A” pessoa para outras pessoas, preciso primeiro ser pra mim. E vou ser.
A vida é uma eterna montanha-russa, e eu sou aquela que hoje tenta mesmo com as curvas inesperadas, e de cabeça pra baixo, sem chão... Recomeçar.

Karlinha Ferreira