28 de jul de 2010

Mistério


Perguntas-me o que sinto?
Como poderei definir em palavras o que sinto?
Como posso descrever essas inúmeras sensações?
Sei apenas que tua presença me torna plena, que esse estar perto me completa, que o simples tom da sua voz torna o mundo um lugar mais tranqüilo, e as coisas ao meu redor melhores...
Mas você não percebe...

Parece não querer acreditar no que sinto, me perguntas agora “o que queres de mim?”.
O que quero de ti? Simplesmente saber que você está aí, saber que meu porto ainda existe... Você é o meu cais, o leme e a vela que me impedem de ficar o tempo todo a deriva...

Mas não posso ser sincera com esse sentimento, não posso dar espaço a esta voz.
Como posso saber se é o que também queres? Como posso saber se não vais embora depois que eu ceder? Ás vezes a ideia, o sonho, o projeto torna-se perfeito justamente por isso, por não invadir a realidade, por ficar no reino da fantasia, onde tudo é perfeito.
Onde tudo e todos reagem a nós da forma que esperamos, e não que tememos, onde a reciprocidade de fato acontece...

Como podes perguntar tanto de mim se sempre reprimes a ti?
Como podes dizer que estou confusa se rejeitas o que sentes?
E como posso confiar no que sentes se nem tu aceitas?
Talvez não adiante lutar contra algumas coisas, talvez você esteja com a razão.

Por hora sei que gostaria de tocar, mesmo que isso pra ti não significasse muito...
Hoje queria te olhar e não falar nada...
Nesta noite ainda queria simplesmente a energia que nos agita e nos acalma sem o mundo perceber...
Neste momento, neste exato momento, queria você aqui...
Onde estais ó mistério meu?
És mistério agora até pra mim?




Karlinha Ferreira

23 de jul de 2010

Se permitir...


Ás vezes é preciso certo tempo para que as idéias se organizem.
É importante saber o que quer, por que se quer e quando se quer, para que as pessoas não se machuquem.

Fato é que algumas pessoas nos fazem um bem fora do comum. Tratam-nos como gostamos de ser tratadas, se preocupam, são atenciosas, nos fascinam, são gentis (e como é difícil ver gentileza nos dias de hoje!).

Gosto de determinadas sensações, do friozinho na barriga, do suspense antes de encontrar com alguém, dos toques discretos ao entregar um ou outro objeto, do pensamento constante, do querer ver bem, da liberdade que se tem para fantasiar... Indicam que eu ainda estou viva e que por mais complicada que a vida seja ela ainda nos presenteia com algumas pessoas (certas ou não, mas que se fazem com que nos sintamos assim, algum crédito tem que ser dado)...

Embora que junto com essas pessoas venha confusão, fascínio, medo, admiração, loucura e que tudo pareça meio que surreal... Parece valer a pena abrir a cabeça, julgar menos, e apenas se deixar levar essas pessoas parecem tornar nossas vidas melhores...
O tempo é o senhor dos resultados, ele, tão somente ele irá determinar o curso dos riscos e das oportunidades, o que nos resta é torcer para que o melhor aconteça sempre...

Karlinha Ferreira

20 de jul de 2010

Feliz dia do amigo!

BONS AMIGOS
Abençoados os que possuem amigos,
os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!
Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!
Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!
Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!
Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!
Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis

"Feliz dia do amigo a todos!"
Louvo a Deus Pelos meus!

16 de jul de 2010

Alguém sabe o que é ou entende?


Insegurança...
Confusão...
Medo...
Desejo...
Raiva...
Conflito...
Solidão...
*Escolha!

Existe um lugar no mundo para todos?
Karlinha Ferreira

9 de jul de 2010

Bolha


Acordei hoje de bom humor, o que é um milagre nesses últimos meses!
Levantei mais esperançosa, mais crédula, mais viva!
Ontem estava um tanto agitada com alguns questionamentos, mas como a noite em geral me faz bem, a de ontem não poderia ter sido diferente, renovou minhas forças. Trouxe-me esperança!
Penso que as coisas podem dar certo!
Que as pessoas ruins terão sua punição...
Que as boas encontrarão seu lugar no mundo...
Que os solitários encontrem um ao outro, e serão dois...
Que as amizades serão eternas...
Que o sexo será apenas complemento para o amor...
Que o amor existe!
Que se doar é um risco, mas que traz benefícios!
Que a verdade sempre prevalece...
Que conquistar os sonhos é questão de tempo!
Que sentir nem sempre é responsabilidade sua, que às vezes você está inebriado por um sentimento que jamais saberá explicar (e não tem a menor idéia do que fazer com ele, mas sabe que o que está sentindo é bom)...
Que se alguém te deixa confortável e inquieta ao mesmo tempo merece uma atenção a mais.
E que a vida apesar de confusa, de difícil, solitária, é um estágio que terá repercussões no próximo lugar que você irá. Agir bem é uma boa!
Viu? O (no meu) mundo hoje está um lugar bem melhor de se viver, valores ainda existem, sentimentos... Só espero que ninguém estoure minha bolha de sabão! Rs...

Karlinha Ferreira

?


Solidão = inteligência
Futilidade = companhia
Lealdade = desconfiança
Sonhos = distância
Paixão = ilicitude
O melhor = nada

O mundo gira e coloca tudo no lugar!

Karlinha Ferreira