12 de nov de 2014

Cabide


É engraçado como o ser humano tem o hábito de colocar o outro no cabide, antes eu pensava que era uma atitude inerente aos homens, hoje vejo que é inerente ao ser humano. Muitos gostam da devoção que os outros devotam a si, e por que perder isso? Faz bem para o ego. O caso é que o alimento do ego de um é de fato a destruição nesse caso do ego do outro, necessariamente.
Esse é um exemplo de peso desnecessário. Ninguém é insubstituível, e se olharmos de perto sem a visão prejudicada pela paixão, veremos que aquele ser não é o cumulo da perfeição que nossa mente apaixonada havia criado.
Fazer cortes é benéfico, faz bem para a auto estima, para alma e para o mundo. Cortar as pessoas certas (erradas) das nossas vidas talvez seja o maior gesto de amor próprio já efetivado.

Karlinha Ferreira

6 comentários:

  1. Muito bom! Assim como eliminamos roupas que não usamos mais, pessoas também devem passar por essa limpeza. Tem gente que não soma, só nos subtrai. Não que pessoas sejam coisas, mas as vezes fazem efeito algum, positivamente falando,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, às vezes não soma... Isso é o pior e há aquelas que nos sugam...
      Obrigada pela visita...

      Beijo grande

      Excluir
  2. Muito bom seu pensamento, tenho feito exatamente isso durante alguns dias passados e tem me trazido bons resultados. E vc como sempre muito perspicaz e inteligente em seus pensamentos, tudo de bom pra ti gatinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meu lindo! Fico feliz que tenhas gostado...

      Excluir
  3. Saber escolher é atributo de poucos, Karlinha, são os erros que nos fazem crescer.
    Uma boa reflexão!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, AC.
      Bom tê-lo em meu espaço...
      Que os bons ventos te cerquem...
      Beijão...

      Excluir