22 de out de 2014

Sai de mim


Há sentimentos que não precisam de nomes. E que se tentarmos rotular será em vão.
Algumas pessoas nos tiram do eixo, mexem com nosso instinto, nos tiram a razão, nos enlouquecem, é um ciúme desgovernado de quem não temos nenhum compromisso, é tesão desenfreado, é tanta vontade que alaga...
Não sei por que com você tudo é tão louco, tão intenso, o modo como você reage a mim me enlouquece, os corações acelerados a respiração ofegante, embora ás vezes deteste a forma como você vê o mundo, ou encare coisas as simples, embora também tenha certeza absoluta que jamais daríamos certo, enlouqueço quando outra chega perto.
Sei lá o nome disso... Só sei que quando estamos perto parece que há uma bolha que nos envolve, o sorriso fica mais largo, a vontade de te ter é maior que a responsabilidade de estar certa.
Você me enlouquece, e odeio isso. Odeio ficar vulnerável, odeio essa sensação que me vira do avesso, odeio não resistir a você, e talvez odeie acima de tudo minha incompetência de não te ter.
Karlinha Ferreira

Um comentário:

  1. Odeio não poder fala com vc, odeio saber q a culpa é minha, odeio minha incapacidade de lhe da com as coisa simples, odeio saber q posso ser a pessoa a qm vc se dirigiu por ver a tua certeza em saber q não daríamos certo. E me odeio pela minha incapacidade de te mostra o contrário!

    ResponderExcluir