28 de abr de 2014

Esperança

Um vinho, noite amena... Agora a mente barulhenta começa a se acalmar. É preciso seguir o fluxo independente do resultado da batalha, as guerras são traçadas todos os dias. Os únicos sonhos que não se realizam são aqueles que deixamos de tentar concretizá-los.
Estou de volta e como minha sábia mãe disse “envergo, mas não quebro”, sinto minha energia se renovando. Ainda sinto dores, ainda sinto o peso, mas o mundo vai girando e trazendo consigo uma motivação mais forte, conseguirei o que busco, conquistarei tudo que sonho, porque não irei desistir, e morrerei tentando.
A calmaria aos poucos se instala, chorei o que deveria ser chorado, senti uma dor cortante, senti que perdia o chão, mas agora, aos poucos aterrisso, aos poucos volto a ser e sinto minha esperança voltando, se renovando dentro da minha alma.
A vida tem suas razões sempre, vou aguardar o tempo certo chegar, e vou continuar lutando, do jeito que sempre fiz.

Karlinha Ferreira

10 comentários:

  1. Não tem peso de mundo que um bom vinho não amenize... hehe! Beijocas, queridona! Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade... Um bom vinho, uma boa noite, uma conversa...
      Beijão Fred

      Excluir
  2. "Tente outra vez...".
    Ganhamos pela insistência.
    Parece que certas coisas nos quebram ao meio, nos faz renascer das cinzas. Dói...
    Mas, como você sempre diz e para mim, tornou-se sua máxima: "O mundo gira e coloca tudo no lugar".
    Magal

    ResponderExcluir
  3. Só direi uma coisa: A vida dá muitas Vodkas. [JL]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem sabe um dias aos coisas encontrem seu lugar...

      Excluir
  4. um processo que faz parte...

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, Karlinha! Me vi no teu texto. Gostei muito! Grande beijo!

    ResponderExcluir