31 de jul de 2013

Tempo


O tempo me ensinou que a gente esquece quando esquece de esquecer... Quando deixamos de forçar o coração a cicatrizar, quando deixamos nossos sentimentos de dor, tristeza e frustração se desgastarem por si só... Quanto mais nos forçarmos a esquecer algo ou alguém, mais nos lembramos  e esse sentimento fica a cada instante mais vivo.

E em um dia sem nada esperarmos descobrimos que já não sentimos mais, começamos a ver graça nos detalhes e somos meio que invadidos por um sopro de vida, sopro que veio como a cura que tanto almejávamos. Ela chegou justamente quando paramos de buscá-la.
O segredo está em não forçar, em dar ao coração o tempo que ele precisa para se curar, nosso coração tem um tempo próprio.

Ás vezes precisamos dar ao nosso coração o tempo que ele precisa para que ele possa sorrir novamente, num fim de tarde, ou um sorriso bobo ao andar pelas ruas da cidade... Afinal a dor é só nossa, o aprendizado, e o modo como iremos olhar para a história vivida são nossos, vez por outra é bom não ouvir tantas vozes, e apenas deixar o tempo passar, pois a recompensa por termos permanecidos fiéis ao sentimento, chegará.


Karlinha Ferreira

12 comentários:

  1. Como sempre show Carlinha adorei!!!

    ResponderExcluir
  2. Karlinha,
    A dor é aprendizagem, não há caminho sem ela.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade AC.
      O tempo passa e a gente aprende...
      Beijo grande!!!

      Excluir
  3. Parabens, palavras fortes no entanto necessárias, para o aprendizaddo cotidiano, não sou o senhor do tempo, mas eu sei que voçê será não só uma ótima advogada, mas tambem uma ótima filosofa. linda reflexão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meu lindo!!!
      Saudades de vc...
      Beijo grande!!!

      Excluir
  4. Lindo texto... eu peguei pra mim essa frase: "pois a recompensa por termos permanecidos fiéis ao sentimento, chegará." Que assim seja!!!
    :)

    ResponderExcluir
  5. excelente texto e questionamento. muito bem escrito também. parabéns.
    realmente quando mais tempo se perde em algo mais aquilo fica enraizado na gente. é preciso viver o tempo de luto.

    lendo essa postagem me lembrei muito do filme 'flores raras', que está atualmente em cartaz (vou falar dele no blog semana que vem). um dos poemas citados na história é justamente 'a arte de perder'...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Railer! Fico feliz que tenhas gostado!
      Beijo grande!! Bom tê-lo aqui... :)

      Excluir