17 de nov de 2011

Dor

Peito apertado...

Culpa... Dor... Lágrimas.
O ser humano é egoísta , e sua mesquinhez ás vezes causa danos...
Danos que eles não podem reparar, danos que ferem a alma.
A alma dos mais amados...

(Karlinha Ferreira)

10 comentários:

  1. oi Karlinha,tudo bem minha linda? eu já estava com saudades de vc. Que dor é esta que aperta o peito,que foi que aconteceu?bjos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Flores no Jardim. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. nossa...espero que vc fique bem...

    tudo passa...isso é verdadeiro...dói agora...mais um tempo...e depois vai passar...

    fique bem e em paz...

    deixo um montão de carinho pra vc..

    Zil

    ResponderExcluir
  4. A dor, um trem tão necessário. Um dia você percebe.

    ResponderExcluir
  5. Mas existe o tempo correndo e a capacidade de admitir o erro, a boa vontade em tentar consertá-lo e a generosidade em perdoar.

    As coisas se ajeitam, seja como for.

    Um beijo, querida minha.

    ResponderExcluir
  6. engano

    um cupido traidor
    com sua flecha envenenada
    causando-nos dor ao invés de amor

    ResponderExcluir
  7. no fundo, acho que nossas dores devem servir para intercalar os momentos de felicidade, fazendo deles ainda mais especiais e intensos!!!

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Karlinha,

    Estou sem palavras para você, eu, tão sempre lotada delas...

    Faço, então, silêncio com você em tua dor. Deixe que ela doa tudo o que quiser, se entregue, espere o Sol voltar a brilhar, espere essa chuva passar... mas, chuva também é limpeza, é renovação. Das dores, se tira grandes lições.

    Fique em paz!

    Um abraço amigo,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  9. a natureza humana é odiosa porém temos que conviver com ela, e aprender o domina-lá e não deixa se abater, um beijão. ANDRÉ

    ResponderExcluir
  10. LINDO DEMAIS, POREM TRISTE...
    SABES BEM TRANSFORMAR TRISTEZA EM POESIA MINHA LINDA.
    BJOSSSS

    ResponderExcluir