6 de ago de 2010

O mundo anda tão complicado



Não sei o que anda acontecendo com o mundo. Não entendo o porquê de ser tão difícil se relacionar, confiar, sonhar.

As pessoas ao longo dos dias fazem de tudo para conseguir o que se quer, não se preocupam com o mal que vão causar, em como o outro vai se sentir, querem apenas saciar seu desejo de ter.
Não sei se o mal-estar é causado por uma atitude isolada provindo de alguém que deveria renovar nossa esperança, ou se é o saturamento de uma rotina que perdura no decorrer dos anos e que nunca muda.

Permitir que alguém entre em nossas vidas nem sempre é fácil. Entremear um estranho aos nossos sentimentos e fragilidades é difícil. Mas tarefa maior que esta é encontrar alguém que tenha interesse de querer entrar e que queira permanecer.

Tem muita coisa acontecendo no mundo, guerras, fomes, pestes, porém a maior batalha que percebo é a que lutamos contra nossa insatisfação e inércia. Por que nem tudo depende apenas da nós, há detalhes que nos tornariam mais felizes que só podemos alcançar com ajuda do outro. De uma segunda pessoa. E talvez essa seja a grande dificuldade. Nem todos querem se envolver. Ninguém tem responsabilidades com as nossas insatisfações. O bom seria que ao menos um se importasse. Quisesse nos apresentar ao outro lado. Ao lado de "lá", por que do lado de "cá" ja sabemos o que tem. Não é muito divertido. Na realidade ás vezes chega a ser penoso.

Como boa otimista que sou, acredito que em algum momento está caminhada vai ficar mais fácil. Que confiar e contrabalançar os efeitos do desanimo e da decepção será algo comum de se fazer. E que todos ficaremos bem. Alcançaremos a mudança, ou ela nos alcançará e iremos percebê-la quando acontecer.
.
.
Jonh Steinbek escreveu uma vez: " A mudança vem com um pequeno vento que agita as cortinas no amanhecer, e vem como o discreto perfume das flores selvagens escondidas na grama..."


Karlinha Ferreira

2 comentários:

  1. Mas só de nos sentirmos felizes em ajudar na realização de outro, já é um começo. É uma corrente que uma hora retorna pra você.
    Você falou muito em mudança, mas falou do melhor jeito: mudando os próprios atos pra que sirvam de exemplo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Como boa otimista que sou, acredito que em algum momento está caminhada vai ficar mais fácil.

    Isso Resumi !!!

    Dinah

    ResponderExcluir