29 de jan de 2010

Religiosidade


Amor de Deus.
Ta aí uma coisa difícil de ser encontrado nas igrejas, templo, púlpitos, ou em qualquer outra manifestação religiosa. Matavam em nome de Deus, havia guerras que julgavam ser santas, se odiavam (se odeiam) por Deus. Mas pergunto, de que Deus estão falando? Esse Deus tirano, malvado e egoísta, não é o mesmo que eu conheço.
Perdi ano passado uma das poucas pessoas que conheço que refletia um Deus diferente do que ouço falarem, refletia amor, era uma pessoa que olhava para as pessoas e as tratava como gente, refletia bondade, era de fato impossível conhecê-lo e não amá-lo. Quem teve a oportunidade de conviver com ele (Gil) sabe do que estou falando.
Verdade é que, somos julgados por nossos defeitos e falhas, geralmente alguém sempre aponta tudo que fazemos de errado, penso que os homens tem julgado e sido mais “deus” que o próprio Deus. Não falta “irmão” rotulando “irmão” por seus erros, seus “desvios de conduta”, mas na realidade Deus perdoa a partir do momento que há arrependimento, e por que nós que somos tão imperfeitos quanto qualquer um não conseguimos relevar? Ninguém precisa da nossa anuência e/ou aprovação para conduzir suas vidas.
“A credito que a religião serve acima de tudo para ajudar o homem a se tornar um ser humano melhor, a desenvolver a bondade” (F.M.). E se isso não acontece não haverá sentido em apenas fazer os gestos. Isso não faz diferença! Admiro as pessoas que tem um bom coração. E sinto falta de pessoas que conseguem ver além da capa. Conheço poucas!
O que entristece é saber que muitos não querem melhorar. Estão satisfeitos sendo quem são e nesse caso não há nada que se possa fazer, o homem é responsável por si.
Gente, Deus é um Deus que se ira todos os dias. É fogo consumidor! Mas também é um Deus que é amor, que nos ensina a perdoar. Vejo Deus como alguém que tem um interesse na vida de cada um e que nos enxerga como únicos, apesar de vezes por outra termos a sensação de que precisamos de um pouco mais de atenção e cuidado.
O que nos aproxima de um Ser superior é o desejo, a inclinação para sermos melhores, fazer o bem, ou para que Ele o faça através das nossas vidas. Há um abismo entre o Deus que pregam e o próprio Deus!
Infelizmente muitas das vezes não se consegue encontrar Deus no povo que se diz de Deus

"Observe os religiosos e desencante-se com suas religiões."

Karlinha Ferreira

8 comentários:

  1. Otimo Texto..
    to orgulhosa...
    aproposito to te seguindo :)

    ResponderExcluir
  2. eitha que você a cada dia continua melhor com esse palavras maravilhosas !!!

    até imprimir pra mostrar a meu 'painho'meu pastor*

    Que Deus continue te dando a cada dia mas ensinamentopalavras pra voce brilhar ainda mas com esse lindo dom que vc tem !!!

    beijos dynah s2

    ResponderExcluir
  3. Eita! Agora fiquei assustada... Seu pai é pastor né?
    Rs... ok, depois me diz o que ele achou, ok?
    Xerão e fico feliz por vc gostar dos textos.

    ResponderExcluir
  4. Cara Karlilha...

    primeiramente: Parabéns! pelo texto...muito bom mesmo.

    então, pensando muitas vezes nesse assunto descobri algo: "o pró é a religião, na verdade, a religiosidade..." muitos colocam essa endetrimento da (s) Sagrada (s) escritura (s).

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo comentário Adriano!
    Concordo! Uma cantora evangélica disse uma vez "religiosidade e tradição só me afastam de Ti Senhor", e é fato, espero sinceramente que as pessoas possam exercitar mais o amor e a bondade... assim talvez consigamos ser um pouco melhores.

    ResponderExcluir
  6. Serei tão crítica quanto você...
    Acho lindos seus textos,como já havia falado,vc escreve muito bem.Porém irei te dizer uma coisa que postei no fim do meu texto sobre a igreja:
    Acreditar em algo e não viver é desonesto!
    Acho profundamente desonesto, acreditar, falar e não viver!
    Se eu me tornasse uma pessoa religiosa pelo meu jeito de pensar, acredito que isso me afastaria de Deus. Por isso não se preocupe, eu não sou religiosa,não apenas critico e aponto os erros dos outros, pq vejo também os meus e estou ciente da “trave no meu olho”,o que me impressiona é ouvir de uma pessoa que conheceu à Deus, que sabe como Ele é, e que defende suas teorias em relação a Ele com unhas e dentes, de forma tão bonita que chega a emocionar, mas que na verdade essa mesma pessoa se encontra longe desse mesmo Deus, que no momento em que está pecando contra Ele não sente remorso, ou culpa é insensível.. talvez sinta depois... Mas e na hora?
    Você disse: “Se vc consegue enxergar o que está acontecendo, ver além, saiba que sua responsabilidade diante disso é maior do que a daqueles que não enxergam. Ore e faça algo!”
    Eu oro, e pode acreditar, pago o preço. Na medida do possível vigio Peço à Deus direção. Sou imperfeita, completamente, e não tenho dúvidas disso.! Mas prefiro enxergar os erros da Igreja e aponta-los, do que ter meus olhos fechados ao pecado do povo que se diz ser de Deus. Pq meus olhos abertos me lembram de um versículo da Bíblia: ... o deus desse século cegou os entendimentos dos incrédulos,para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da Glória de Cristo,que é a imagem de Deus. 2 Co.4:4
    Xerão.

    ResponderExcluir
  7. Não me referi a ninguém especificamente no texto "Religiosidade".
    Escrevi o que de fato penso, acredito que refletir Deus na vida está muito relacionado com como você se porta em relação a Deus e ao próximo!
    Estais certíssima quando cita "Acreditar em algo e não viver é desonesto!", também acho.
    O meu texto trata da hipocresia, banalidade e falta de veracidade vista hoje nas religiões (nos religiosos.Vida com Deus independe disso! O amor e o respeito são as bases para tudo. E como disse no texto “A credito que a religião serve acima de tudo para ajudar o homem a se tornar um ser humano melhor, a desenvolver a bondade (F.M.)E se isso não acontece não haverá sentido em apenas fazer os gestos." É o tento dizer... não adianta apenas fazer os gestos, somos humanos, falhos e Deus por misericordia é q faz os milagres, mas alguns parecem não entender isso.
    Não tive a intenção de atingir diretamente ninguém, contudo fico feliz por vc tentar fazer a diferença e tentar fazer sua parte...
    Essa é a visão...
    Porém Thamy, temos que aprender a ser pacientes, há tempo pra tudo! E o tempo é de Deus. Não adianta se idignar certas coisas acontecem, orar pelos que fazem diferença em nossas vidas é o melhor... e o mais importante:
    NÃO DESISTIR NUNCA!

    Bjaum... e obg pelo comentário...

    ResponderExcluir
  8. entaum desculpa...
    pensei ter ouvido vc falar que era uma resposta ao meu texto sobre a Igreja.
    devo ter escutado errado.

    ResponderExcluir