25 de fev de 2011

Gravidade


O ar vai ficando pesado, a gravidade nos puxa para o chão...
Em segundos não estamos mais tão altos, tão imponentes.
A alma dói, o corpo fraqueja, mas continuamos de pé.
De onde virá o próximo golpe, para onde nos arrastarão?
Querem roubar nosso brilho!
Sonham em tirar o melhor de nós.
Esperança, clamo para que te renoves!
Sonhos, peço para que não morram...



(Karlinha Ferreira)

8 comentários:

  1. Karlinha...
    Quando os braços são asas demasiado cansadas para voar...os nossos sonhos devolvem-nos a força.
    Muito bonito o poema!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Aqui, nesta sexta, busvando o sonho de poesia...
    Bj*

    ResponderExcluir
  3. Amiga, coicidentemente eu estava aqui a ouvir GRAVITY de Jonh Meyer...PERFEITA SINTONIA!
    bjosssssssss

    ResponderExcluir
  4. Karlinha,

    Crie teu próprio espaço, o lugar onde você gravitará melhor. Só a ti deves satisfação.

    Moça, obrigada pelo carinho, estou melhor, recuperando-me, mas sem dor agora.

    Você perguntou pelo Carnaval, eu já gostei MUITO, quando era solteira, livre e descompromissada... com o passar do tempo, fui gostando do feriado apenas para poder procurar um lugar sossegado. Hoje, não me importo mais, a data passa despercebida. Quando eu morava no Brasil, sequer assistia aos desfiles pela televisão (nada contra, é que não gosto de tv).

    Beijos, voltei!

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  5. É sempre um prazer te ver aqui no meu cantinho minha amiga!
    bjosssssssss

    ResponderExcluir
  6. Karlinhaaaa!
    sonhos garantem nosso corpo e mente equilibrados! viver sem sonho seria uma desgraça... eles não vem à toa, eistem para ser realizados e nos provar que com ou sem gravidade, somo capazes, criamos nosso espaço... por muitas vezes, tão nosso, que parece ati gravitacional pra quem vê de fora ;)


    saudades de tu!
    como andas, no geral?

    bjãO

    ResponderExcluir
  7. E quando já não temos mais força e parece que vamos nos afogar, eis que os sonhos nos salvam e devolve-nos a esperança, a fé.

    Karlinha, espero que teus sonhos lhe mostrem a porta, pela qual deves passar.

    Bejoooo

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Cheguei ao seu blog através da Zil Mar.

    Gostei! Passarei por aqui mais vezes...

    http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir