23 de dez de 2010

Natal


Natal, fim de ano geralmente deixa todo mundo melhor, é uma época mágica. Minha mãe, por exemplo, coloca o mesmo Cd há 11 anos nessa época, o Cd de natal do Cid Moreira. Já sabemos (meus irmão e eu) decorado, mas é natal, “tudo” é válido.

Contudo, esse fim de ano está sendo bastante diferente pra mim, não estou sentindo a magia, o encanto que entremeavam os meus sonhos e minha esperança. Talvez tenha sido os calos causados pela vida, ela não anda me poupando muito. Sinto-me também mais forte, mais pronta e simultaneamente cansada e esgotada. É complicado tirarem tanto de você e não dar a contrapartida do retorno.

Foi um ano em que algumas amizades foram colocadas à prova, onde desgastes emocionais ocorreram, onde nem todas suportaram as diferenças, onde o respeito acabou e consequentemente a amizade também, enquanto outras se fortaleceram. Quando no momento de dor, de dúvida e de melancolia souberam entender sem julgar, puxar a orelha, se decepcionar, superar.

Esse ano foi bem duro, mas amei não ter passado por ele sozinha. Foi bom ter para quem ligar, foi bom poder chorar e soluçar no telefone de arrependimento e ter quem dissesse “vai passar, é duro, é complicado, mas vai passar”, e de fato, passou!

Estava muito triste hoje, sentindo-me bastante lesada, mas enquanto vou escrevendo meu sentimento está mudando e estou começando a visualizar alguns rostos, a sentir o apoio, a força que era a mim passada meio que por osmose quando eu já não tinha nenhuma. Sinto a surpresa e a honestidade de quem apostou em mim, de quem depositou sua credulidade e confiança e (Deus!) como eu me esforcei pra não decepcionar, sei que fui muito falha em vários momentos, mas tentei ser o melhor que pude. E isso deve contar né? Que muitas vezes, embora não conheçamos de fato a pessoa que está do outro lado do PC, vez por outra ela faz toda a diferença na vida da gente, e quando conseguem ao ler um simples texto e através dele, desvendar nossa alma, e nos mostra uma ótica que nem sempre conseguimos ver. É bom tê-los por perto. De fato são amigos, de fatos sinto em muitos momentos que vocês sentem, que sofrem ou se alegram junto.

2010 seria um ano regido por Vênus deusa do amor, ano do tigre (meu signo no horóscopo chinês), tinha tudo pra ser o meu ano, e me esforcei pra isso. Errei de forma desgovernada, mas sempre tentando acertar. Talvez chore muitas noites ainda, talvez o fato de querer sempre mais, desse inconformismo constante em meu peito, essa sede por melhora, essa vontade vencer, possa ainda me deprimir, me decepcionar, ou gere ainda mais lágrimas, mas não fui criada pra desistir, continuarei tentando.

Está sendo um ano especial, e apesar de notar de forma dura que a vida é barra pesada, descobri que tudo pode acontecer se dermos o benefício da dúvida, que a fé que temos em nós e naqueles que amamos compõe parte do tripé que sustenta o mundo. Que se apaixonar e saber que o outro sente o mesmo, é tão forte, tão fortalecedor, que todo ser humano deveria passar por isso ao menos uma vez. Faz muito bem, nos melhora de forma grandiosa.

Desejo a todos que apenas tentem ser o melhor que podem, isso um dia será o suficiente pra alguém, e nesse momento a espera valerá a pena. Que ser feliz é permitido e que o que procuramos, encontraremos e saberemos pela forma que vamos nos sentir ao ver, ao tocar e ao estar perto.

Sério pessoal, é permitido ser feliz! Corra atrás da sua felicidade e coloque isso como meta número 1 na sua vida! E não ligue se por acaso você fugir aos padrões. A regra é simples, seja feliz!


Um excelente natal!

Apeguem-se a Deus, e o tenham como amigo, ele não é apenas fogo consumidor como pregam, ele é muito amor e muita paz também! Saúde e Paz o resto a gente é competente o suficiente para correr atrás!

Beijão a todos!

Karlinha Ferreira

16 comentários:

  1. Belo texto. Tava pensando em escrever sobre 2010 também, mas o ano foi tão ruim que quero ignorá-lo e apagar da minha mente. Hoje enquanto escrevia no meu blog e via a chuva pela janela me peguei pensando quão louca é a vida. Fui acometido pelo existencialismo sartriano rss. Mas as pessoas são muito distintas, cada uma com uma carga cultural e um universo diferente e tal. Enquanto escrevia esse comentário John Lennon cantava ao fundo lá na minha sala que: Love is the answer. E acho que é isso mesmo. O amor é a resposta pra essa coisa louca que é viver.
    Beijos e feliz natal!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Karlinha lindo texto, nessa época do ano, paramos para fazer esses balanços. e a única conclusão que chegamos é que tudo passa, às vezes felizmente, às vezes infelizmente...
    Os tombos só nos ensinam a levantar, e os calos protegem de qualquer dorzinha, mas não impedem que tudo o que é grande demais, intenso demais, seja a dor ou a alegria ultrapassem-os.

    Um ótimo Natal e um 2011 feliz e repletos de motivos para comemorar!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Karlinha,
    vc é mesmo uma pernambucaninha linda!
    hein, tava sumida pq dei férias pra net, na verdade foi o meu pc que deu pau, mas já estou na ativa rsrsr
    está td certo, graças a Deus, vc é uma pessoa muito especial que tive o prazer de conhecer este ano. afinal, acredito que em tudo que a gnte escreve neste mundo virtual tem bastante da gente não é?

    olha, feliz natal pra vc! Que Deus te abençoe cada dia + e +!
    que todos os seus sonhos se realizem e olhe vc ainda será um Dra. Karlinha de grande sucesso! rsrs

    feliz 2011 pra tu e pra tua família, caso a gnt não se fale até o dia 31... bjão e um abraço mais que apertado da Érica aqui!

    foi um prazer imenso madame! rsrs

    bjãO

    ResponderExcluir
  4. Que o início, meio e fim de 2011 sejam repletos de felicidade.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto do Natal, mas vou confessar que tem algumas coisas que me cansam de fato. As mesmas músicas, a mesma correria. Eu não sabia que 2011 será regida pela Deusa do Amor, não mesmo. Bom saber. Beijos com açúcar e com afeto.

    Ps. Obrigada pela visita ao meu blog.

    ResponderExcluir
  6. Eu tive que voltar aqui pra me dar conta do quanto estou distraída. Eu juro que tinha lido 2011. Acho que estou tão focada nisso que não enxergo mais o 2010. Desculpe. Eu leio um blog de uma menina que também é ligada nisso "menina no sótão". Hoje mesmo ela fala que é dia de Freya, uma Deusa nórdica. Não me ligo nisso, mas acho interessante algumas coisas. O link dela é www.meninanosotao.wordpress.com. Ela se autodefine como bruxa, nisso eu não acredito, acho meio conto de fadas e tal, mas não desacredito também. Entende?
    Beijos com açúcar e com afeto

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde (quase noite) não me conformo com o horário de verão que deixa tudo claro sem os sons da escuridão nos horários devidos. E como dar boa noite ao seis da tarde? hahahahaha
    Vim descobrir seu blog e cá estou numa gentil retribuição a sua gentil visita lá no meu sótão.
    Olha, eu ainda não analisei meu anos, meus dias e hoje em especial estou mais poética que o habitual. Deve ser a lua ou seria Venus se despedindo? Não sei, mas gostei daqui...
    Bacio

    ResponderExcluir
  8. O natal é realmente uma época muito especial. Mas infelizmente aqui o espirito natalino é um pouco fraco, já que a minha avó faleceu nesse dia especial, mas aos poucos a família vai se fortalecendo. Lindo o Blog! Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. OI MINHA LINDA,TUDO BEM COM VC? OLHA,QUERO DESEJAR QUE O ANO NOVO LHE TRAGA GRANDES REALIZAÇÕES,TUDO DE BOM OK? GRANDE BJO.

    ResponderExcluir
  10. Oi Karlinha!

    Muito bom seu post, muito mesmo! Dá-nos força... Não desanimar, eis o segredo, penso eu!
    Saber que muito ainda por acontecer, muito ainda por viver... E ter a certeza de que o nosso melhor bastará...!

    Obrigada pela força, pelas palavras... Desejo que seu 2011 seja repleto de intensidade, repleto de boas sensações e bençãos divinas!

    Um beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  11. Obg pela visita, deixo tb os meus sinceros votos de um 2011 repleto de felicidade e boas escritas ;)

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Amiga, que desabafo maravilhoso!

    Infelizmente amizades mesmo são poucas, e por vezes consideramos bem mais algumas pessoas que não nos consideram ... mas, a vida está aí para isso, para nos amadurecer, para nos fazer crescer e entender que se revoltar só piora.

    O bom mesmo é chorar, é descobrir os verdadeiros amigos, valorizar a família!

    Erros infelizmente ou felizmente vamos cometer até nosso último suspirinho ... somos seres imperfeitos demais, somos seres humanos!

    E eu dou um imenso valor e guardo um grande apreço por meus amigos de blogs, vocês me completam os dias, que proporcionam emoções, são cheios de carinho!!!E eu agradeço mt por isso!

    Que Deus dê a todos nós um Ano Novo menos injusto e que ele toque o coração de algumas pessoas que necessitam ser tomadas por bondade!

    Um 2011 iluminadíssimo!

    Adorei conhecer a Karlinha e o seu blog-diário!

    Beijo!

    =D

    ResponderExcluir
  14. Ah, essa época de natal e ano novo sempre me deixa meio pra baixo, mas logo passa, faltam poucos dias, então logo sorriremos, não!!?

    Um Beijos, Karlinha, adorei tua visita!!

    ResponderExcluir
  15. Bom Dia Karlinha

    Sim vale muito viver cada minuto de nossas vidas como sendo a primeira vez, saboreando sem medo, mas com toda atenção como se fosse a ultima vez. Estamos sempre neste samsara de renovar velhos padrões e abrir horizontes.
    Todas as pessoas que por nos passam sempre acrescentam experiências em que só no nosso intimo sabemos compreender.
    E quando lá sentamos e respiramos fundo e dissemos a nos mesmos “sobrevivi” é que de fato crescemos, pois compreendemos o presente do desafio da vida sem andar pelas sombras.
    Á vida tem o dia e a noite e ambas tem sua beleza basta querer perceber.
    Assim desejo que seja teu Ano Novo com beleza no olhar.
    Bjinhos feitos Sol Maior a vc

    ResponderExcluir
  16. Just Perfect...

    Você de fato possui um dom, o que muitos dariam pra escrever assim não consigo nem imaginar. Mas creio que pra você deve ser algo tão natural quanto beber um copo com água quando se está com uma terrível sede. E creio que deva ser uma satisfação quase proporcional, ou talvez mais proporcional a algo que envolva mais a libido sei lá... (divaguei agora).

    O texto sem dúvida é esplêndido. Não pretendo estender muito, se fosse desatar a interagir com cada trecho não haveriam caracteres o suficiente. E olhe que nem sou tão tagarela assim, mas talvez seja esse outro dom seu, trazer a tona o que está em nossas mentes e não paramos pra analisar.

    ResponderExcluir